Gmail bloqueia 100 milhões de e-mails fraudulentos por dia, quase 20% deles com conteúdo relacionado à Covid-19

18 milhões de e-mails.

Essa é a quantidade de mensagens eletrônicas com conteúdos maliciosos relacionados ao novo coronavírus que o Gmail, serviço de email do Google, diz estar bloqueando todos os dias.

Além disso, diariamente, pelo menos outros 240 milhões de e-mail sobre o novo coronavírus são classificadas como spam diariamente.

As mensagens identificadas e bloqueadas pelos sistemas do Google tentam, em geral, se passar por os e-mails da Organização Mundial da Saúde e de órgãos governamentais.

Muitos dos e-mails fraudulentos também tentam se camuflar como mensagens de empresas sobre regras para home office, prática adotada por centenas de milhares de trabalhadores em todo o mundo, nas últimas semanas, em razão das medidas de isolamento social adotadas como forma de combater a disseminação do coronavírus.

O Google informou, ainda, que os milhões de e-mails bloqueados que apresentam conteúdo ligado à Covid-19 já representam quase 20% dos 100 milhões de e-mails maliciosos que o Gmail bloqueia, em média, todos os dias.

Apesar dos esforços do Google e de outras empresas provedoras de mail, que têm ações semelhantes, milhares de mensagens fraudulentas acabam chegando às caixas de correio eletrônico dos internautas.

Por isso, é sempre bom lembrar algumas dicas que ajudam a não cair em golpes virtuais: evite clicar em links enviados por mensagens eletrônicas, mesmo que o remetente lhe pareça confiável; desconfie fortemente de mensagens que oferecem vantagens muito especiais ou curas milagrosas, por exemplo, e não baixe arquivos de nenhuma espécie antes de ter certeza de que o remetente é confiável.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *